MOOsaico: Multilingual Virtual Community

Help Database (#61)
===================

 alias		    facetas		miscellaneous	    rooms
 name		    @facetas		@more		    say
"		    features		movement	    security
:		    @features		movimento	    @send
::		    @forward		@netforward	    @sethome
?		    full-index		news		    shout
@abandonar	    @gag		@next		    @skip
@add-feature	    gagging		@notedit	    sms
@addalias	    @gaglist		notes		    speak
ajuda		    gen-index		noticias	    spoofing
@answer 	    @gender		olha		    @subscribe
@bug		    get 		@opacidade	    @subscribed
burn		    give		@opacity	    @sugesta~o
character	    go			page		    @suggest
@check		    gopher		page-conf	    suma'rio
comandos	    @gripe		@pagelength	    summary
@comenta'rio	    hand		@paranoid	    @sweep
commands	    help		@password	    take
@comment	    home		@peek		    talk
common_quota	    @idea		player-names	    throw
communication	    @ideia		players 	    @typo
comunicac,a~o	    index		@prev		    @ungag
container-messages  information 	privacy 	    @unrmmail
containers	    insert		programming	    @unsubscribe
correio 	    introduc,a~o	pronouns	    @uptime
creation	    introduction	put		    user-names
decrypt 	    inventa'rio 	queima		    users
delete		    inventory		@quit		    utilizadores
descric,o~es	    @lastlog		@quota		    vai
descriptions	    @le^		read		    @versa~o
diz		    letters		@read		    @version
drop		    @linelength 	@registerme	    whereis
@edit		    @listgag		remove		    whisper
@edit-options	    look		@remove-feature     @who
@editoptions	    mail		@rename 	    wizard-list
editores	    @mail		@renumber	    @wizards
editors 	    mail-forwarding	@reply		    @wizards-list
@eject		    @mail-options	@request-character  @wrap
@eject! 	    @mailoptions	@resident	    write
emote		    manipulac,a~o	@residente	    yell
encrypt 	    manipulation	@rmalias	    zombie-messages
erase		    me			@rmmail
examina 	    message-sequences	@rn
examine 	    miscela^nea 	room-messages


 NAME/ ALIAS
============

Todos os objectos (incluindo personagens, quartos, sai'das) te^m um nome e um
conjunto de aliases.  O nome de um objecto e' habitualmente usado para mostrar
o objecto em va'rias contextos.  Os aliases do objecto sa~o usados para se
referenciar o objecto quando um utilizador escreve um comando.
Existe ajuda disponi'vel nos seguintes comandos:
@rename  -- muda o nome e aliases de um objecto ou de si pro'prio(a).
@addalias, @rmalias  -- adiciona ou remove aliases.
@nome  -- define o nome portugue^s de um objecto, actualizando os aliases.

@ADD-FEATURE/@REMOVE-FEATURE
============================

Uso:  @add-feature <objecto>
     @remove-feature <objecto>

Adiciona ou remove uma faceta da sua lista.  Uma faceta e' um objecto que
providencia comandos adiconais que pode usar.  Para mais informac,a~o, veja
`ajuda features'.

@ADDALIAS
=========

Syntax: @addalias <alias>[,...,<alias>] to <object>
       @addalias <alias>[,...,<alias>] to <object>:<verb>

The first form is used to add aliases to an object's list of aliases.  You can
separate multiple aliases with commas.	The aliases will be checked against
the object's current aliases and all aliases not already in the object's list
of aliases will be added.

Example:
Muchkin wants to add new aliases to Rover the Wonder Dog:
 @addalias Dog,Wonder Dog to Rover
Since Rover the Wonder Dog already has the alias "Dog" but does not have the
alias "Wonder Dog", Munchkin sees:
 Rover the Wonder Dog(#4237) already has the alias Dog.
 Alias Wonder Dog added to Rover the Wonder Dog(#4237).

If the object is a player, spaces will also be assumed to be separations
between aliases and each alias will be checked against the Player Name
Database to make sure no one else is using it. Any already used aliases will
be identified.

Example:
Munchkin wants to add his nicknames to his own list of aliases:
 @addalias Foobar Davey to me
@Addalias recognizes that Munchkin is trying to add an alias to a valid player
and checks the aliases against the Player Name Database.  Unfortunately,
DaveTheMan is already using the alias "Davey" so Munchkin sees:
 DaveTheMan(#5432) is already using the alias Davey
 Alias Foobar added to Munchkin(#1523).

The second form of the @addalias command is for use by programmers, to add
aliases to a verb they own.  All commas and spaces are assumed to be
separations between aliases.

@ANSWER/@REPLY
==============

Syntax:  @answer [<message-number>] [sender] [all] [include] [noinclude]
		[on <folder>]
Synonym: @reply

Prepares for you to compose a MOO email message to the players who either
received or composed the indicated message from your collection.  The usual
editor is invoked (see `help editors' for details).  The subject line for the
new message will be initialized from that of the indicated message.  If you
leave off the message number, the reply will be to your current message, if
that exists.  In fact you may give a general message-sequence (see `help
message-sequences') argument here, provided that it indicates only a single
message (e.g., `@answer last:1')

If there is a Reply-to: field in the message you are @answer'ing, its contents
will be used to initialize the To: line of your reply.	Otherwise, a To: line
is determined depending on whether you specified `sender' or `all' in the
command line (or your .mail_options).

`include' includes the text of the original message in your reply, `noinclude'
does not.

`sender', `all', `include', and `noinclude' can each be abbreviated (e.g.,
`@answer i').

Defaults are `sender' and `noinclude', but you can change this by setting your
.mail-options (see `help mail-options').

BURN/QUEIMA
===========

Sintaxe:  queima <carta>

Destroi irremediavelmente a carta.  So' personagens que possam ler a carta
podem fazer isso.

@CHECK
======

Sintaxe:  @check <opc,o~es>

onde <opc,o~es> e' uma ou mais de:
-- o nu'mero de linhas a visualizar.
-- um nome de uma personagem, algue'm em que se "confia" durante a
atribuic,a~o de responsabilidades para a mensagem.
-- um nome de uma personagem com um prefixo !, algue'm que na~o se "confia".

	 @check-full <opc,o~es>

onde <opc,o~es> e' uma de:
-- o nu'mero de linhas a visualizar.
-- uma string de procura; so' sera~o visualizadas as linhas que contenham essa
string.

Usado quando tem suspeitas sobre a origem das mensagens que a sua personagem
acaba de ouvir.

O texto de sai'da de @check e' em colunas que conte^m, em ordem, a melhor
suposic,a~o do monitor para:
   de que objecto a mensagem veio,
   que verbo nesse objecto foi o responsavel,
   com que permisso~es e' que esse objecto estava a correr, e
   o ini'cio da mensagem actual.

O texto de sai'da de @check-full e' em colunas que conte^m uma descric,a~o de
todos os verbos que foram responsaveis pelo barulho ouvido, na~o so' a melhor
suposic,a~o como quem foi o/a responsavel.

O @check opera pelo exame de uma lista de verbos que estiveram envolvidos na
entrega da mensagem, e atribuindo responsabilidade ao primeiro dono que
encontra que na~o seja de "confianc,a".  Por defeito, confia em si e em todos
os feiticeiros.  Usa os registos mantidos pelo @paranoid, por isso tem de ter
usado esse comando antes de ter recebido a mensagem.

COMMON_QUOTA/@QUOTA
===================

Each user has a limit as to how much database disk space they may consume with
their objects, properties, and verbs.  Objects are periodically measured (and
can have their measurement forced---see help @measure).  If a user is over
quota after a measurement, he will not be able to @create any objects, use
@copy, @verb, or @property to grow any objects.  Existing properties and verbs
may be edited/changed at will, even while over quota.

The @quota command prints out your current quota and measured usage.

@quota prints a time of measurement in its display.  This is the time of the
oldest measurement out of all your objects.  For example, if you @measure
three of your objects right now, those individual times get updated, but if
you still have a couple of objects with older measurements, that older time
will be the time printed by @quota.  This is confusing to many people.

The quota mechanism is intended to solve a long-standing problem in many MUDs:
database bloat.  The problem is that a large number of people build a large
number of dull objects and areas that are subsequently never used or visited.
The database becomes quite large and difficult to manage without getting
substantially more interesting.  With the quota system, we can make it
possible for users to experiment and learn while simultaneously keeping random
building to acceptable levels.

COMMUNICATION/COMUNICAC,A~O/SPEAK/TALK
======================================

H~E1 v~E1rios comandos disponiveis para poder comunicar com os seus
companheiros MOOenses.	Est~E1 disponivel ajuda nos seguintes t~F3picos
relacionados com a comunica~E7~E3o:

      diz  -- fala para os utilizadores em linha que se encontram no quarto
 sussurra  -- fala em privado para algu~E9m no mesmo quarto
     page  -- fala ~E0 dist~E2ncia com algu~E9m em qualquer parte do MOO
    emote  -- fazer uma ac~E7~E3o para os outros que est~E3o no quarto
  gagging  -- como filtrar texto indesejado de outros personagens
 noticias  -- l~ea os an~fancios gerais dos feiticeiros
   @gripe  -- envia reclama~E7~F5es para os feiticeiros
@typo @bug @ideia @sugest~E3o
	   -- envia queixas/ideias para o/a dono/a do quarto corrente
 @whereis  -- localiza outras personagens
 @users @u  -- para se ver quem est~E1 ligado
  correio  -- o sistema de correio electr~F3nico do MOO
seguranc,a  -- maneiras de detectar mensagens forjadas e escutas

CONTAINER-MESSAGES
==================


Va'rios tipos de mensagens podem ser definidas num objecto recipiente
($container).  Aquelas cujos nomes comec,am por `o' sa~o habitualmente
mostradas precedidas do nome da personagem em acc,a~o e de uma espac,o.  A
substituic,a~o normal de pronomes (em ordem ao utilizador) e' efectuada em
cada mensagem antes de ser impressa; veja `ajuda pronouns' para detalhes.

A mensagem por defeito aparece entre pare^nteses rectos depois de cada nome
abaixo:

@empty[{list}]
 Imprimida em vez da lista do conteu'do quando o recipiente esta' vazio.

@open  [{list}]
 Imprimida ao utilizador que, com sucesso, abra o recipiente.

@oopen	[{list}]
 Imprimida aos outros no mesmo quarto se o utilizador abre com sucesso o
recipiente.

@open_fail  [{list}]
 Imprimida ao utilizador que na~o consiga abrir o recipiente.

@oopen_fail  []
 Imprimida aos outros no mesmo quarto se um utilizador na~o consegue abrir um
recipiente.

@close	[{list}]
 Imprimida a um utilizador que feche um recipiente.

@oclose  [{list}]
 Imprimida aos outros no quarto quando um utilizador fecha em recipiente.

@put  [{list}]
 Imprimida a um utilizador quando coloca com sucesso um objecto no recipiente.

@oput  [{list}]
 Imprimida aos outros no quarto quando um utilizador coloca com sucesso um
objecto num recipiente.

@put_fail  [{list}]
 Imprimida quando um utilizador na~o consegue colocar um objecto num
recipiente.

@oput_fail  []
 Imprimida aos outros no quarto quando um utilizador na~o consegue colocar um
objecto num recipiente.

@remove  [{list}]
 Imprimida quando um utilizador remove com sucesso um objecto de um
recipiente.

@oremove  [{list}]
 Imprimida aos outros no quarto quando um utilizador remove com sucesso um
objecto de um recipiente.

@remove_fail  [{list}]
 Imprimida a um utilizador que falha a remoc,a~o de um objecto num recipiente.

@oremove_fail  []
 Imprimida aos outros no quarto quando um utilizador falha na remoc,a~o de um
objecto de um recipiente.

CONTAINERS
==========

Os recipientes ($container) sa~o objectos que permitem que se guarde objectos
dentro deles.  Os seguintes to'picos de ajuda abrangem verbos que podem ser
usados com recipientes:

  put  -- coloca um objecto dentro de um recipiente
remove	-- retira um objecto de um recipiente

Pode-se abrir ou fechar os recipientes, usando os verbos `abre recipiente' e
`fecha recipiente'.  Os recipientes te^m uma fechadura separada para
determinar se uma personagem os pode abrir.  Veja os seguintes to'picos de
ajuda:

 @lock_for_open  -- define e fecha o recipiente com uma chave
@unlock_for_open  -- destrava o recipiente

Pode fazer um recipiente criando um filho do recipiente normal, $container
(veja `ajuda @create').

Os recipientes te^m uma grande quantidade de mensagens que sa~o imprimidas
quando personagens interagem com eles.	Para mais informac,o~es veja `ajuda
container-messages'.

Os recipientes te^m opacidade.	Veja `ajuda @opacidade' para mais
informac,o~es.

CREATION
========

O principal meio para os utilizadores extenderem o MOO e' criarem novos
objectos com comportamentos interessantes.  Estes sa~o comandos convenientes
para se criar e reciclar objectos bem como manter um conhecimento dos objectos
que se criou.  Existe ajuda disponivel sobre estes comandos nos seguintes
to'picos:

   @dig  -- constroi convenientemente novos quartos e sai'das
 @create  -- cria outro tipo de objectos
@recycle  -- destroi objectos que ja' na~o quer
 @quota  -- determina quanto espac,o de criac,a~o tem disponivel
 @count  -- determina quantos objectos e' que possui
 @audit  -- lista todos os seus objectos
@classes  -- lista todas as classes pu'blicas disponiveis que pode usar
 @realm  -- lista a a'rvore de descendencias de objectos seus ou de outra
pessoa
  @move  -- move os seus objectos de um si'tio para outro

DECRYPT
=======

Sintaxe:  decrypt <nota>

Remove qualquer restric,a~o sobre quem podia ler a nota ou carta referida.
So' o(a) dono(a) da nota pode fazer isto.

DELETE
======

Sintaxe:  delete <nu'mero-de-linha> from <nota>

Remove apenas uma linha de texto de uma nota.  A primeira linha do texto tem a
numerac,a~o 1, a segunda 2, e por ai' em diante.  So' o(a) dono(a) da nota
pode fazer isto.

DESCRIPTIONS/DESCRIC,O~ES
=========================

Muitos objectos te^m uma ou mais partes de texto descritivo a eles associados;
estes textos sa~o imprimidos sobre va'rias circunsta^ncias dependendo do tipo
do texto.  Por exemplo, todos os objectos te^m um texto de `descric,a~o'
(description) que e' imprimido sempre que uma personagem olha para esse
objecto.  Os to'picos de ajuda seguintes discutem os comandos para manipular
estes textos descritivo dos objectos:

 @rename  -- define o nome e aliases dos seus objectos
@describe  -- define o que os outros ve^em quando olham para si no modo
ingle^s
@descreve  -- define o que os outros ve^em quando olham para si no modo
portugue^s
mensagens  -- como listar e definir outros textos descritivos de um objecto

DROP/THROW
==========

Sintaxe:  drop <objecto>
	 throw <objecto>

Remove um objecto do seu inventa'rio que esteja a transportar e coloca-o no
quarto corrente.  Ocasionalmente pode reparar que o(a) dono(a) do quarto na~o
lhe da' permissa~o para isso.

@EDIT
=====

Syntax:  @edit <object>.<property>
	@edit <object>:<verb-name> [<dobj> [<prep> [<iobj>]]]
	@edit <object>

Enters a MOO editor, as appropriate.

Chooses the MOO Note editor for the named property, or the MOO verb editor for
the named verb.  If no property or verb name is given, assumes property .text
for a note object, or .description for any other object.

See 'help editors' for more detail.

@EDIT-OPTIONS/@EDITOPTIONS
==========================

Sintaxe:  @edit-option
	 @edit-option <opc,a~o>

Sino'nimo:  @editoption

As opc,o~es de edic,a~o modelam o comportamento de va'rios editores (editor de
correio, editor de verbos, etc...) ao seu gosto particular.  A primeira dorma
deste comando visualiza todas as suas opc,o~es de edic,a~o.  A segunda form
visualiza apenas essa opc,a~o, uma das `flags' listadas abaixo.

As formas restantes deste comando sa~o para definir as suas opc,o~es de
edic,a~o:

	@edit-option +<flag>
	@edit-option -<flag>
	@edit-option !<flag>	       (equivalent to -<flag>)

Estes definem e limpam respectivamente as `flags' especificadas

-quiet_insert	 insert (") e append (:) mostram o nu'mero das linhas
+quiet_insert	 insert (") e append (:) na~o produzem texto de sai'da
_eval_subs	 ignora .eval_subs quando compila verbos
+eval_subs	 aplica .eval_subs aos verbos a serem compilados
_local		 usa os editores de texto do MOO
+local		 remete o texto para o cliente para edic,a~o local

EDITORS/EDITORES
================

Pode-se sempre entrar num editor teletransportando-se para la', ou usando um
dos comandos providenciados

@edit	 <objecto>:<verbo>     invoca o Verb Editor (edita co'digo de verbos)
@notedit <objecto_nota>        invoca o Note Editor (edita texto de uma nota)
@notedit <objecto>.<prop>      invoca o Note Editor
					    (edita texto de uma propriedade)
@send	 <list_de_recipientes>	   invoca o Mailer (edita uma msg de correio)
@answer  [<nu'mero_msg>] [<flags>...] invoca o Mailer (edita uma resposta)

Isto transporta'-lo(a)-a'para um dos quartos especiais que te^m comandos de
edic,a~o disponiveis.  Estes editores na~o sa~o obviamente ta~o bons como o
EMACS, mas para aqueles sem outra capacidade de edic,a~o nos seus sistemas,
sa~o melhores que nada.

Existe um editor gene'rico que providencia comandos de edic,a~o ba'sicos que
se aplicam a todos os editores.
Documentac,a~o para estes comandos pode ser obtida digitando `ajuda <to'pico>'
de dentro do editor:

   abort	      emote/:		 pause		    send      (M)
   also-to (M)	      fill		 prev		    showlists (M)
   compile (V)	      insert		 print	   (M)	    subject   (M)
   copy 	      join		 quit		    subst
   delete	      list		 ranges 	    to	  (M)
   done 	      move		 save	   (N)	    what
   edit    (V,N)      next		 say/"		    who   (M)

Ale'm disso, os editores individuais providenciam os seus pro'prios comandos
para carregar texto de locais, gravar o texto em locais, e outras func,o~es
especializadas que esta~o indicadas na lista acima com (M),(N),(V) consoante
sejam respectivamente do editor de correio, o editor de notas, ou o editor de
verbos.

Note que um dado editor apenas permite uma sessa~o de cada vez (ie, um verbo,
uma nota, ou uma mensagem de correio).	Se abandona um editor sem abortar ou
compilar/gravar/enviar o item em que estava a trabalhar, na pro'xima vez que
entrar no editor ele lembra-se do que estava a fazer, quer entre nele por
teletransporte quer usando o comando apropriado.  Note que os editores sa~o
periodicamente limpos e por isso qualquer coisa la' deixada por um tempo
suficientemente longo podera' eventualmente desaparecer.

Um utilizador pode ter a sua propriedade .edit_options a qual e' uma lista
contendo uma ou mais (strings) `flags' da seguinte list

 quiet_insert
     suprime aqueles enfadonhas mensagens "Line n added." ou "Appended..."
     que se recebe em resposta ao `say' ou `emote'.  Isto e' u'til se esta'
     a introduzir uma lista longa de linhas, talvez por uma macro no seu
     cliente, e na~o deseja uma lista igualmente longa de mensagens "Line n
     added...".  O que precisa realmente, e' uma indicac,a~o de que isto tudo
     esta' a andar, e e' por isso que o comando `.' e' uma abreviatura para
     inserir.

 eval_subs
     Permite que o editor de verbos processe a sua propriedade eval_subs
     quando compila os seus verbos.  Veja `ajuda eval' para mais informac,a~o
     sobre a propriedade eval_subs.

Havera' mais opc,o~es, um dia.

@EJECT/@EJECT!
==============

Sintaxe:  @eject <objecto>
	 @eject <objecto> from <local>

Este comando e' utilizado para remover objectos na~o desejados de um lugar
possuido por si.  As personagens sa~o despachadas sem cerimo'nias para os seus
lares (a na~o ser que seja este quarto, e nesse caso sa~o despejadas no local
de ini'cio por defeito dos utilizadores).  Os outros tipos de objectos sa~o
indagados sobre uma propriedade .home e enviados para la' se possivel, caso
contra'rio sa~o enviados para #-1.  Ao contra'rio do @move, @eject *na~o*
verifica se o objecto quer ser movido, e sendo o destino o que e', na~o ha'
tambe'm a questa~o do destino recusar o movimento.  Geralmente, so' recorrera'
ao @eject se o @move na~o funcionar.

A primeira forma do comando remove o objecto do quarto corrente.  A segunda
forma remove o objecto do local especificado (o qual, na maior parte dos
casos, tera' de especificar com um nu'mero de objecto).  Em ambos os casos,
este comando so' funciona se possui o quarto/entidade donde o objecto esta' a
ser expulso.

"@eject ... from me" e' suficiente para se ver livre de algum objecto
indesejavel do seu inventa'rio.

Veja `ajuda room-messages' para uma lista de mensagens que se pode definir
relativamente ao comando @eject.

EMOTE/:/::
==========

Sintaxe:  emote <qualquer-coisa> ...
	 : <qualquer-coisa> ...
	 :: <qualquer-coisa> ...

Anuncia <qualquer-coisa> a todos os que se encontram no mesmo quarto.  Isto e'
normalmente usado para exprimir va'rias formas na~o verbais de comunicac,a~o.
De facto, e' ta~o habitualmente usado que existe uma abreviatura especial para
ele: cada linha de comando iniciada por `:' e' tratada como um comando
`emote'.

A forma alternativa, `::' (menos comum `emote :'), na~o insere o espac,o entre
o nome da personagem e o texto.

Exemplo:
Munchkin digita isto:
 :wishes he were much taller...
Toda a gente no mesmo quarto ve^:
 Munchkin wishes he were much taller...

Munchkin digita isto:
 ::'s eyes are green.
Toda a gente no mesmo quarto ve^:
 Munchkin's eyes are green.

ENCRYPT
=======

Sintaxe:  encrypt <nota> with <expressa~o-chave>

Restringe o conjunto de pessoas que podem ler a referida nota ou carta, a
aquelas cuja expressa~o da chave seja verdadeira.  Veja `ajuda keys' para
informac,a~o sobre a sintaxe e sema^ntica das expresso~es chave.  So' o(a)
dono(a) da nota pode fazer isso.

ERASE
=====

Syntax:  erase <note>

Deletes all of the text written on a note or letter.  Only the owner of a note
may do this.

EXAMINE/EXAMINA
===============

Sintaxe:  examina <objecto>
	 exam <objecto>

Para observar melhor o <objecto> que o `olha' casual. Da' uma descric,a~o
pormenorizada assim com o seu contedo e verbos `o'bvios' nele definidos.

FEATURES/FACETAS
================

As facetas sa~o objectos que lhe providenciam comandos na~o abrangidos pelos
objectos normais de utilizador.  A vantagem de se usar facetas e' que pode
misturar e fazer correspondencias com as coisa que gosta; ao passo que se
gostar de um comando que esta' definido numa classe de utilizador, tem tambe'm
de ficar com todos os comandos que ela defina, e todos os que os seus
ascendentes definam.

Pode listar as suas facetas com o comando @facetas, e adicionar ou remover
facetas da sua lista com os comandos @add-feature e @remove-feature.

@FEATURES/@FACETAS
==================

Sintaxe:  @facetas [<nome>] [for <pessoa>]

Lista todas as facetas da <pessoa> que correspondam a <nome>; ou todas as
facetas da <pessoa> se na~o for indicado um <nome>.  <pessoa> e' por defeito
voce^.	Para mais informac,a~o veja `ajuda facetas'.

@FORWARD
========

Sintaxe:  @forward <msg> [on *<colecc,a~o>] to <recipiente> [<recipiente>...]

Pega na mensagem indicada na sua (ou noutra) colecc,a~o de mensagens, cria uma
nova mensagem cujo corpo e' o da mensagem original (tanto os cabec,alhos como
o corpo) e remete-a para os recipientes dados.

@GAG
====

Sintaxe:  @gag <pessoa ou objecto> [<pessoa ou objecto>...]

Adiciona as personagens dadas `a sua `lista de amordac,ados'.  Deixara' de ver
qualquer mensagem que resulte da acc,a~o iniciada por estas personagens.  Em
particular, deixara' de as ouvir se lhe falarem, posarem, ou sussurrarem.
Para uma explicac,a~o geral sobre amordac,ar veja `ajuda gagging'.

Exemplo:
Munchkin digita:
 @gag Grover
e deixa de ouvir tudo o que Grover disser.  Que ali'vio!

Se especificar um objecto, enta~o qualquer texto por ele originado na~o lhe
sera' impresso.  Exemplo:  Noisy Robot imprime de 15 em 15 segundos "Hi
there".  Para deixar de ver isso, Munchkin digita:
 @gag Noisy
e nunca mais ouve o robot!  (Munchkin tem de estar no mesmo quarto que o Noisy
Robot para isto funcionar, ou enta~o saber o seu nu'mero de objecto.)

GAGGING
=======

Ocasionalmente, pode encontrar uma situac,a~o onde preferia na~o ouvir de
certas personagem.  Pode ser que elas estejam a incomoda'-lo(a), ou o que quer
que elas estejam a fazer provoca muito rui'do.	Ao amordac,ar uma personagem
deixara' de ouvir qualquer resultado de tarefas iniciadas por ela.  Tambe'm
pode amordac,ar um objecto especificado, se deseja ouvir o que o seu dono(a)
diz, mas na~o o texto de sai'da do robot barulhento dele(a).  Os comando que
sa~o usados nas acc,o~es de amordac,ar esta~o listados abaixo; existe ajuda
detalhada em cada um:

   @gag  -- adiciona uma ou mais personagens `a sua lista de amordac,ados
 @ungag  -- remove uma personagem da sua lista de amordac,ados
@listgag  -- lista as personagens que esta' neste momento a amordac,ar

@GENDER
=======

Sintaxe:  @gender [<objecto>]
	 @gender [<objecto>] is <ge'nero>

Se na~o ha' argumento de <gender>, diz-lhe o ge'nero (sexo) corrente do
<objecto>.  Se um <ge'nero> esta' especificado, define que o ge'nero do
objecto e' <ge'nero>.  O ge'nero dum objecto determina quais pronomes esta~o
escolhidos para referir-se a esse objecto em va'rias mensagens.

Por defeito, <objecto> e' a personagem que esta' a usar o comando.

O <ge'nero> pode ser o nome duma dos usuais ge'neros (e.g., `male', `female',
`neuter',...) ou o nu'mero do objecto dum ge'nero definido por algum
personagem.

E' preciso notar que alguns dos ge'neros da lista usual precisam de
conjugac,a~o de verbos para funcionarem apropriadamente e muita coisa do MOO
na~o esta' definida para isso (...ainda).  Por exemplo, deve esperar ver `they
is' um nu'mero razoa'vel de vezes se utilizar o @gender com `plural'.

GIVE/HAND
=========

Sintaxe:  give <objecto> to <personagem>
	 hand <objecto> to <personagem>

Move um objecto dos seus haveres para o da outra personagem.  Isto na~o muda a
"posse" do objecto; embora seja outra personagem que fica com o objecto, ele
continua a ser seu.  Algumas personagens podem-se refutar a aceitar presentes
e alguns objectos a serem dados.

GO/VAI
======

Sintaxe: vai <direcc,a~o>

Invoca as sai'das pela ordem enumerada, movendo-se por va'rios locais num so'
comando.

Exemplo:
O Munchkin digita:
 go e s s s so e
e move-se ra'pido desde o Sala~o Central percorrendo o caminho ate' ao Velho
Gremio de Magia. Tudo num so' comando.

GOPHER
======

Gopher is an internet service for information retrieval. There are many gopher
servers across the internet, providing a wide variety of information of all
sorts: network news, weather, and White House press releases, campus class
information, and scientific papers.

The programmer interface to Gopher is contained in the object $gopher (`help
$gopher').

@GRIPE
======

Sintaxe:  @gripe <qq-coisa> ...

Coloca-o(a) no sistema de correio do MOO para registar uma queixa (ou um
elogio) aos feiticeiros.  O resto da linha do comando ( a parte <qq-coisa>
...) e' usada como a linha do assunto da sua mensagem.	E'-lhe dado(a) mais
informac,a~o sobre o sistema de correio do MOO quando estiver la'.

Eventualmente pode receber resposta dos feiticeiros; para saber como ler a
resposta deles veja `ajuda @mail'.

Exemplo:
Munchkin types:
 @gripe The little bird
 "How come I can't ever see the little bird in the cuckoo clock?
 "	  -- A frustrated user
 send
e, mais tarde, os feiticeiros respondem com uma nota sobre terem a certeza de
que se ve^ quando o relo'gio esta' a tocar.

HELP/?/AJUDA/INFORMATION
========================

Sintaxe:  ajuda
	 ajuda <to'pico>
	 ajuda index

Imprime-lhe entradas do sistema de documentac,a~o em linha.  Os comandos `?' e
`information' (normalmente abrevidado para `info') sa~o sino'nimos para
`ajuda'.

A primeira forma mostra-lhe um i'ndice suma'rio para todo o sistema de ajuda.

A segunda forma imprime a documentac,a~o disponivel para um dado to'pico.
Muitas das entradas do sistema de ajuda conte^m referencias para outras
entradas acessiveis pelo mesmo me'todo.  O nome do to'pico pode ser abreviado;
se na~o existir um to'pico que corresponda exactamente ao nome dado, o sistema
de ajuda verifica se existem to'picos que tenham o nome como prefixo, talvez
com a adic,a~o ou omissa~o de um `@' inicial, ou enta~o com alguma confusa~o
entre hi'fens (-) e [underscores] (_), e.g.,
     `bui' em vez de `building',
     `who' em vez de `@who',
    `@wri' em vez de `write',
 `add_ent' em vez de `@add-entrance',
 `unlock_' em vez de `@unlock_for_open

Se as abreviaturas que fornece sa~o ambi'guas, ser-lhe-a' apresentado(a) uma
lista completa dos nomes de to'picos que lhes corresponderam.

O comando `ajuda index' imprime-lhe uma lista dos indices de va'rias bases de
dados de ajuda.  Cada indice fornece uma lista dos to'picos disponiveis para
essa base de dados.  E' muitas vezes mais fa'cil encontrar o to'pico em que
esta' interessado desta maneira, do que percorrer a cadeia de refere^ncias
cruzadas.

HOME
====


Sintaxe:  home

Teletransporta-o(a) instantaneamente para o seu quarto lar designado.
Inicialmente, este quarto e' Property not found (#11).
Pode alterar o seu lar designado; para detalhes veja `ajuda @sethome'.

INTRODUCTION/INTRODUC,A~O
=========================

O MOOsaico e' um tipo de realidade virtual, onde as personagens se movimentam
de lugar em lugar manipulando o seu ambiente em busca de satisfac,a~o,
divertimento, ou de conhecimento.

O MOOsaico e' mais um entretenimento do que um jogo do senso comum; na~o e'
guardada nenhuma `pontuac,a~o', no geral na~o existem objectivos especificados
para se alcanc,arem, e na~o esta' envolvido nenhum tipo de competic,a~o.  Os
participantes no MOOsaico exploram o mundo virtual, conversam com os outros
participantes, experimentam os dispositivos misteriosos criados por outros, e
constroem novos locais e coisas para os outros encontrarem e apreciarem.

A maior parte dos comandos te^m a forma de frases simples (ingle^s):
   <verbo>
   <verbo>  <objecto directo>
   <verbo>  <objecto directo>  <preposic,a~o>  <objecto indirecto>
Na~o use artigos (e.g., `o', `as', `um', ...) no seus comandos; o MOO na~o os
entende.  Pode-se referir a si pro'prio com `me' e ao quarto onde estiver com
`here'.

Os primeiros cinco comandos que deseja saber esta~o listados abaixo.  Para
detalhes sobre cada um deles digite `ajuda <nome-to'pico>':

   olha  -- recebe uma descric,a~o do quarto actual ou de um qualquer objecto
    diz  -- fala para as outras personagens que estiverem no mesmo quarto
   @who  -- mostra quais as personagens que se encontram ligadas ao MOO
 movimento  -- como se deslocar pelo MOO, de quarto em quarto.
@abandonar  -- desliga-se do MOO

INVENTORY/INVENTA'RIO
=====================

Sintaxe:  inventa'rio
	 i

Imprime-lhe uma lista que mostra todos os objectos que esta' a transportar.

@LASTLOG
========

Sintaxe:  @lastlog
	 @lastlog <personagem>

A primeira forma imprime-lhe uma lista de todos os utilizadores, mais ou menos
ordenada por ha' quanto tempo e' que essa pessoa se ligou ao MOO.  Para cada
personagem, e' imprimido a altura exacta em que ocorreu a sua u'ltima
ligac,a~o.

A segunda forma apenas mostra o tempo da u'ltima ligac,a~o da personagem dada.

LETTERS
=======

Uma carta e' um tipo especial de notas (veja `ajuda notes') com a faceta
adicional de que pode ser reciclada por quem quer que a possa ler.  Isto e'
por vezes u'til para notas de uma personagem para outra.  Cria uma carta como
descendente directo da carta generica, $letter (veja `ajuda @create' e `ajuda
write'), cifra'-la para que so' voce^ e a outra pessoa a possa ler (veja
`ajuda encrypt') e enta~o ou a de^ `a personagem em questa~o ou a deixe onde
ela a possa encontrar.	Mal ela a tenha lido, pode usar o comando `queima'
para reciclar a carta; veja `ajuda queima' para detalhes.

@LINELENGTH/@WRAP
=================

Sintaxe:  @wrap <on|off>
	 @wrap

	 @linelength <nu'mero>
	 @linelength

Se a linha que recebe e' cortada na extremidade do seu ecran (na~o tem
word-wrap), pode fazer com que o MOOsaico lhe divida as linhas.  O comando
@linelength diz ao MOO quantas colunas e' que voce^ tem no seu ecran
--provavelmente querera' @linelength 79-- e `@wrap on' diz ao MOO que voce^
deseja que seja ele a fazer o word-wrap. Se tiver um cliente de MOO tenha
sempre @wrap off.

Em todo caso e' melhor se poder solucionar este problema sem a ajuda do
MOOsaico, pois a soluc,a~o do MOO sera' mais lenta que uma soluc,a~o local.

Se na~o deseja que seja o MOO a separar-lhe as linhas, continua a haver uso no
comando @linelength.  Certos comandos, como o @who e @check, imprimem linhas
cortadas para poderem formatar o texto em colunas.  O valor por omissa~o para
isto e' normalmente 79 colunas, que da' boa apare^ncia se tiver um ecran de
oitenta colunas.  Se o seu ecran tiver uma largura diferente pode definir o
@linelength e alguns destes comandos reagira~o de acordo com isso.

@LISTGAG/@GAGLIST
=================

Sintaxe:  @listgag [all]
	 @gaglist [all]

Mostra-lhe uma lista de personagens e objectos que se encontram na sua `lista
de amordac,ados'.  Na~o ve^ nenhuma mensagem que resulte de acc,o~es iniciadas
pelas personagens ou objectos dessa lista.  Em particular, na~o os ouvira' se
lhe tentarem falar, posar, ou sussurar.  Para uma explicac,a~o geral sobre
amordac,ar veja `ajuda gagging'.  Com o para^metro opcional "all" sera'
percorrida toda a base de dados `a procura de pessoas que o(a) estejam a
amordac,ar.  Isto pode induzir tempo de resposta, o que leva a utilizar isto
com cuidado.

LOOK/OLHA
=========

Sintaxe:  olha
	 olha <objecto>
	 olha <objecto> in <recipiente>

Mostra a descric,a~o de qualquer coisa.

A primeira forma, sem argumentos, mostra-lhe o nome e uma breve descric,a~o do
local onde esta', juntamente com uma lista dos outros objectos que ai' se
encontram.

A segunda forma permite-lhe olhar para um certo objecto.  A maior parte dos
objectos te^m descric,o~es que podem ser lidas assim.  Pode olhar para a sua
pro'pria descric,a~o fazendo `olha me'.  Pode definir a descric,a~o de um
objecto ou quarto, incluindo voce^, com o comando `@describe' e `@descreve'
(veja `ajuda @describe' e `ajuda @descreve').

A terceira forma mostra-lhe a descric,a~o de um objecto que se encontra dentro
de um outro objecto, incluindo objectos transportados por outras personagens.

Tenha a atenc,a~o que o `olha' e' apenas uma observac,a~o casual. Use o
`examina' se pretende mesmo observar algo do ambiente (veja `ajuda examina').

MAIL/CORREIO
============

O sistema de correio do MOO permite-lhe enviar e receber mensagens de e para
outros utilizadores.  Fornece comandos para ver e gerir as sua proprias
colecc,o~es de mensagens gravadas, ale'm de pesquizar por outras colecc,o~es
que possam estar disponiveis (e.g., arquivos de listas de correio pu'blicas).
Existe ajuda disponivel nos seguintes comandos:

@mail  -- ve^ uma lista de itens de uma colecc,a~o de mensagens de correio
@le^   -- le^ mensagens individuais
@next  -- le^ a mensagem seguinte
@prev  -- le^ a mensagem anterior

  @send  -- compo~e e envia uma mensagem para as outras personagens
 @answer  -- responde a uma das mensagens de uma colecc,a~o
@forward  -- remete uma das mensagens de uma colecc,a~o para outra lado
@netforward -- envia as mensagens do moo para o enderec,o de registo
@registerme -- verifica/muda o enderec,o de registo

 @rmmail  -- apaga um subconjunto de uma colecc,a~o
@unrmmail  -- desfaz o mais recente @rmm numa colecc,a~o
@renumber  -- renumera as mensagens de uma colecc,a~o

@mail-option  -- descreve e define va'rios atributos de configurac,a~o

`ajuda mail-forwarding'
 -- descreve o renvio de correio
`ajuda message-sequences'
 -- descreve os argumentos das seque^ncias de mensagens para @mail, @le^,
@rmm, e @answer

Os seguinte comandos sa~o u'teis para visualizar outras colecc,o~es:
	 @rn  -- lista aquelas colecc,o~es que te^m novas mensagens
  @subscribe  -- indica que quer que o @rn informe sobre uma certa colecc,a~o
		 e adicona-o(a) `a sua lista .mail_notify
       @skip  -- ignora as novas mensagens de uma colecc,a~o
 @unsubscribe  -- a partir de agora, ignora completamente uma colecc,a~o e
		 remove-o(a) da lista .mail_notify dela.
@unsubscribed  -- mostra as colecc,o~es que na~o esta' a subscrever
 @subscribed  -- como o @rn, mas mostra todas as listas que esta' a subscrever
		 mesmo se na~o te^m nova actividade

@MAIL
=====

Sintaxe:  @mail
	 @mail new	      (para ver mensagens recentes)
	 @mail 1-$	      (para ver *todas* as mensagens)

Mostra-lhe uma lista de itens da sua colecc,a~o de mensagens de correio do
MOO.  Quando se liga ao MOO e' notificado se existe alguma mensagem.  Uma
pequena seta indica a noc,a~o que o sistema te^m da sua `mensagem corrente'.
A primeira forma lista todas as suas mensagens ou as u'ltimas 15 se tiver mais
do que estas; a segunda forma lista apenas as mensagens que esta~o depois da
sua `mensagem corrente'.  A terceira forma mostra a colecc,a~o inteira.

Se tiver um nu'mero grande mensagens de correio, pode dar argumentos para que
o @mail apenas lista as mensagens em que esta' interessado.  Tambe'm pode
listar mensagens que se encontrem em recipientes de correio que sejam
pu'blicos ou para aqueles que tenha acesso de leitura.
A forma geral e'

	@mail <seque^ncia-msg> [on *<recipiente>]

<recipiente> tem de ser alguns descendentes de $mail_recipient (e.g., uma
lista de correio)l
<seque^ncia-msg> pode ser uma segue^ncia de nu'meros de mensagens; pode
tambe'm pesquisar o recipiente `a procura de artigos que se enquadrem numa
certa descric,a~o, como esta' especificado em `ajuda message-sequences'.

Note que se vir correio noutro recipiente e tiver "sticky" na sua prop
.mail_options (veja `ajuda @mail-options'), todos os outros comandos (e.g.,
@read, @next, @rmm,...) se referira~o a esse recipiente.  Neste caso use
`@mail on me' para voltar a ver o seu correio.

MAIL-FORWARDING
===============

There are 3 personal properties that you can use to customize how your mail is
composed and forwarded

mail_forward
 -- list of objects that will receive any mail that gets sent to you.
   Objects on this list should either be players or descendants of
   $mail_recipient.
   If this list is nonempty, you will not receive any mail yourself unless
   you are on it.  E.g., if Rog is #4292 and ur-Rog is #6349

 #6349.mail_forward={}		  -- usual case; ur-Rog gets his own mail.
 #6349.mail_forward={#4292}	  -- Rog gets ur-Rog's mail instead.
 #6349.mail_forward={#6349,#4292} -- ur-Rog gets mail and Rog gets a copy.
 #6349.mail_forward={#-1}	  -- ur-Rog's mail disappears without a trace.

mail_notify
 -- list of objects to be notified whenever mail is sent to you.
   This list may include anything that has a :notify_mail() verb.
   Notification will take place regardless of whether or how your mail
   is forwarded.

Thus, in the previous example

 #4292.mail_notify={#6349} --- means that ur-Rog will be told
			       whenever Rog is sent new mail.

mail_options
 -- this controls lots of miscellaneous things.  Use the @mail-option command
   to view and set these options (see `help @mail-option')

See `help mail-resolve' for more detail on how mail forwarding and mail
notification work.  See `help MR-subscribing' for information on how to change
.mail_forward and .mail_notify on $mail_recipient children, where they are !c
properties.

@MAIL-OPTIONS/@MAILOPTIONS
==========================

Sintaxe:  @mail-options
	 @mail-otpions <opc,a~o>

Sino'nimo:  @mailoption

A primeira forma mostra todas as suas opc,o~es de correio.
A segunda mostra apenas essa opc,a~o, que possem ser tanto `@mail' como
`replyto', ou uma das `flags' listadas abaixo.	As opc,o~es de correio
controlam va'rios detalhes aborrecidos dos seus comandos de ler e editar
correio.

As formas que faltam deste comandos sa~o para definir as suas opc,o~es de
correio:

	@mail-option +<flag>
	@mail-option -<flag>
	@mail-option !<flag>	       (equivalente a -<flag>)

Estes definem respectivamente as `flags' especificadas

 -include      o @reply comec,a com um corpo de mensagem em branco
 +include      o @reply comec,a com a mensagem original incluida
 -all	       o @reply so' vai para quem enviou a mensagem
 +all	       o @reply vai para quem enviou e para todos os
	      recipientes originais
 -nosubject    o @send forc,a-o(a) a providenciar uma linha Subject:
 +nosubject    permite entrar no editor de correio sem uma linha de assunto
 -enter        inicia cada sessa~o de editar correio no modo usual de comandos
 +enter        inicia cada sessa~o de editar correio com um comando
	      `enter' explicito
 -expert       utilizador de correio novic,o (va'rias mensagens incomodativas
	      sera~o imprimidas)
 +expert       utilizador de correio experiente (suprime as mensagens
	      incomodativas)
 -sticky       cada comando de correio aplica-se por defeito `a sua
	      pro'pria colecc,a~o
 +sticky       cada comando de correio aplica-se por defeito `a mesma
	      colecc,a~o que o anterior comando utilizou com sucesso

Para "sticky", o `comando de correio' e' um de @mail, @read, @prev, @next,
@answer.
Todas as `flags' esta~o por defeito definidas para `-'.

Seguidamente temos,

	@mail-option  manymsgs [is] <nu'mero>
	@mail-option  manymsgs=<nu'mero>
	@mail-option -manymsgs

As duas primeiras formas especificam que se usar o os comandos @mail ou @read
para um nu'mero de mensagens de <nu'mero> ou mais, ser-lhe-a' perguntado se
quer continuar, sendo a ideia de que afinal na~o queria ver tantas mensagens.
A terceira forma desliga este modo.

	@mail-option  @mail [is] <seque^ncia-msg>

A opc,a~o "@mail" determina que seque^ncia de mensagens o comando @mail usa
por defeito.  Inicialmente e' "last:15", mas outras escolhas razoa'veis
incluem "new" e "1-last"

	@mail-option  replyto [is] <recipiente> [<recipiente>...]
	@mail-option -replyto

A primeira forma especifica que deve ser colocado um campo Reply-To: em todas
as mensagens construidas por @send ou @answer.	Note que isto pode continuar a
ser alterado, via o comando reply-to do quarto de correio, antes de se enviar
a mensagem.
A segunda forma anula esta opc,a~o de forma a que nenhum Reply-To: sera'
inserido inicialmente.

MANIPULATION/MANIPULAC,A~O
==========================

Normalmente existem verbos definidos sobre os objectos para possibilitar `as
personagens manipula'-los e usa'-los de va'rias maneiras.  Os mais usuais
sa~o:

   get	-- apanha um objecto e coloca-o no seu inventa'rio
  drop	-- remove um objecto do seu inventa'rio e coloca-o no quarto
   put	-- pega num objecto do seu inventa'rio e coloca-o num recipiente
  give	-- da' um objecto a outro utilizador
  olha	-- ve^ o que um objecto aparenta
examina  -- observa melhor o objecto

Pode ver quais os objectos que esta' a transportar com o comando
`inventa'rio'; veja `ajuda inventa'rio' para detalhes.

Alguns objectos especializados tera~o outros comandos.	O programador de um
objecto habitualmente fornecera' uma maneira de voce^ saber que quais sa~o os
comandos.  Uma maneira que resulta com muitos objectos e' atrave's do comando
`examina'; para detalhes veja `ajuda examina'.

Os seguintes objectos especializados te^m entradas de ajuda que deve
consultar:

notes  -- objectos que permitem que se escreva texto neles e que depois se
leia mais tarde
letter	-- um tipo de notas cujo destinata'rio pode queimar (burn) depois de
ter lido
containers  -- objectos que podem conter outros objectos

ME
==

The MOO helps those who help themselves.  Try starting with `help summary'.

MESSAGE-SEQUENCES
=================

Certain mail commands, including @mail, @read, and @rmmail, allow a
<message-sequence> argument that indicates to which messages in one's
collection the command is to apply.  Any combination of the following may
appear as a <message-sequence> argument to any of the various mail commands
(@mail, @read, @answer, @rmm).

 17	   message number 17 if there is one (and likewise for other integers)
 17..23    all messages numbered between 17 and 23 (inclusive), if any.
 cur	   the current message
 prev	   the message before
 next	   the message after
 last	   the final message if any (`$' is a synonym for `last')

You may use as many of these at once as sanity permits, e.g.,

 @mail cur 1..5 last

which will display the header for your current message, your messages in the
range 1..5, and your last message.  Though some of these ranges may overlap,
the header for any given message is only shown once in any event.

In addition, there are other message-sequence arguments that act as filters
on whatever precedes them

 before:<date>		     messages strictly before the given date
 after:<date>		     messages strictly after the given date
 since:<date>		     messages on or after the given date
 until:<date>		     messages on or before the given date
 from:<player>[|<player...]  messages from the given player(s)
 to:<recip>[|<recip>...]     messages to the given recipient(s)
 subject:<string>	     messages with <string> in the subject
 body:<string>		     messages with <string> in the body (SLOW!!!)
 first:<number> 	     the first <number> messages
 last:<number>		     the last <number> messages

<date>	is either a weekday, an dd-Month, dd-Month-yy or dd-Month-yyyy date
<recip> is either <player> or *<$mail_recipient kid>

Examples:

 @read from:G7|Gemba		  read all messages from G7 or Gemba
 @rmm to:yduJ|*Core		  remove messages that are to yduJ or to *Core
 @mail since:1-Jan before:1-Feb   show messages dated in January
 @mail since:Tues		  show messages dated on or after Tuesday
 @rmm subject:manners		  remove msgs with `manners' in the subject:
 @mail subject:"stupid idiots"	  (search string contains a space => need "'s)
 @rmm to:yduJ to:*Core		  remove messages that are to yduJ and *Core
 @mail from:Haakon last:5	  show the last 5 messages from Haakon
 @mail last:10 body:fribble	  show those of the last 10 messages having
				  `fribble' in the body (one should always try
				  to narrow body searches in this way).

MISCELLANEOUS/MISCELA^NEA
=========================

Eis alguns comandos de rara utilidade que na~o se enquadram em nenhuma das
categorias do resto do sistema de ajuda:

@versa~o  -- imprime o nu'mero de versa~o do servidor MOO
@lastlog  -- para saber quando foi a u'ltima ligac,a~o de uma certa
	    personagem ao MOO

@MORE
=====

Sintaxe:  @more
	 @more rest
	 @more flush

Se definiu @pagelength (veja `ajuda @pagelength') e se alguma combinac,a~o de
eventos ou comandos produz linhas de texto suficientes, vera' uma mensagem da
forma

*** More ***  37 lines left.  Do @more [rest|flush] for more.

indicando (neste caso) mais 37 linhas de texto ha' espera de serem lidas.
Neste momento, deve digitar um dos comandos @more acima.

@more sem argumentos imprime linhas suficientes para lhe encher o ecran,
assumindo que definiu correctamente @pagelength, a na~o ser que na~o hajam
tantas linhas para imprimir.

@more rest imprimira' todas as linhas que restarem sem se importar com o valor
do @pagelength.

@more flush despreza todas as linhas que faltavam.

MOVEMENT/MOVIMENTO
==================

As descric,o~es de muitos quartos esboc,am as direcc,o~es onde existem
sai'das.  As direcc,o~es ti'picas incluem os quatro pontos cardeais e os
quatro colaterais (`norte', `sul', `este', `oeste', `nordeste', `sudeste',
`noroeste', e `sudoeste'), `sobe', `desce', e `sai'.

Para ir numa certa direcc,a~o, escreva simplesmente o nome dessa direcc,a~o
(e.g., `norte', `sobe').  O nome das direcc,o~es pode ser normalmente
abreviado para um ou dois caracteres (e.g., `n', `ne').  Pode tambe'm digitar
`vai <direcc,a~o>' para se deslocar; isto e' particularmente u'til se sabe que
vai digitar va'rios comandos de movimento numa linha (veja `ajuda vai').

Ale'm destes movimentos simples, algumas a'reas podem conter objectos que
permitam teletransporte e quase todas as a'reas deixam que se use o comando
`home' para se teletransportar para o seu lar designado (veja `ajuda home'
para mais detalhes).

Como u'ltimo recurso pode sempre usar '@ways' para ver as sai'das o'bvias.

@NETFORWARD
===========

Syntax:  @netforward <message-number>
	@netforward
	@netforward <message-sequence> on *collection

Forwards the contents of the indiciated messages from your MOO email
collection to your registered email address.  You get the message numbers for
use here by typing the '@mail' command, which prints a table of contents for
your entire MOO email collection.  If no arguments are given to @netforward,
then the 'current message' in your collection is sent.	In any case, the
'current message' after @netforward finishes is not affected.

The most general form of the @netforward command is

	@netforward <message-sequence> [on *<collection>]

where <message-sequence> is as described in `help message-sequences'.
As with the @mail command you may @netforward messages on any publically
readable collection (child of $mail_recipient).

If you do not have a valid registered email address, you will not be able to
use this command and must first @registerme or get a wizard to register your
address. `help @registerme' for details.

NEWS/NOTICIAS
=============

Sintaxe:  noticias [ pro'xima | todas | novas ]

Le^ a u'ltima edic,a~o do Jornal do MOO, que traz artigos respeitantes a
mudanc,as e problemas que os feiticeiros acham importantes.

 noticias pro'xima - mostra a pro'xima histo'ria
 noticias todas    - mostra todas as histo'rias
 noticias novas    - mostra todas as histo'rias novas

Para fazer alguma coisa mais complicada, use *News como "mailing list".

@NEXT
=====

Sintaxe:  @next [on <colecc,a~o>]

Imprime a mensagem seguinte de uma colecc,a~o dada (voce^ por defeito).  A
noc,a~o do sistema de correio para a sua `mensagem corrente' nessa colecc,a~o
e' incrementada.  Deste modo, e.g., pode-se ler todas as nossas novas
mensagens uma a uma simplesmente digitando `@next' repetidamente.

@NOTEDIT
========

Sintaxe:  @notedit <objecto-nota>
	 @notedit <objecto>.<propriedade>

Entra no Note Editor do MOO para editar o texto do objecto dado.
Para a primeira forma, <objecto-nota> tem de ser descendente de $note.
Para a segunda forma, <objecto>.<propriedade> pode ser qualquer propriedade
avaliada como string ou texto (i.e., lista de strings) de um objecto.

Para mais detalhes veja `ajuda editores'.

NOTES
=====

As notas sa~o objectos onde se pode escrever texto para se ler mais tarde.
Sa~o u'teis para se deixar mensagens `as pessoas, ou para documentac,a~o das
suas criac,o~es.

Os to'picos de ajuda seguintes cobrem verbos que podem ser usadas com as
notas:

  le^  -- le^ o texto de uma nota
 write	-- adiciona texto a uma nota
 erase	-- apaga todo o texto de uma nota
delete	-- remove uma linha de texto da nota

@notedit  -- edic,a~o geral do texto de uma nota

encrypt  -- restringe quem pode ler a nota
decrypt  -- desfaz o anterior `encrypt'

Pode fazer uma nota creando um filho da nota usual, $note (veja `ajuda
@create').  Repare que, como muitos objectos, so' o(a) dono(a)	da nota a pode
reciclar.  Se deseja que isso seja possivel pelo leitor da nota (isto e' um
desejo normal para notas para outras persongens individuais), enta~o e' melhor
ver `ajuda letters'.

@OPACITY/@OPACIDADE
===================

Sintaxe:  @opacidade <recipiente> is <inteiro>

A opacidade pode ter um dos seguintes tre^s valores:
  0:  O recipiente e' transparente e pode-lhe sempre ver o interior.
  1:  O recipiente e' opaco, e na~o lhe consegue ver o interior se
      estiver fechado.
  2:  O recipiente e' um buraco negro, e nunca lhe podera' ver o interior
      quer esteja fechado ou aberto.

A opacidade por defeito e' 1.

PAGE/SMS
========

Sintaxe:  sms  <personagem> [[with] <texto>]
	 page <personagem> [[with] <texto>]

Envia uma mensagem para uma personagem ligada, dizendo-lhe a sua localizac,a~o
e, opcionalmente, um <texto>.

Exemplo:
Munchkin digita:
       page Frebble with "Onde e' que esta's?"
Frebbles ve^:
       You sense that Munchkin is looking for you in the Kitchen.
       He pages, "Onde e' que esta's?"
Munchkin ve^:
       Your message has been received.

Caracteristicas adicionais: `ajuda page-conf'

PAGE-CONF
=========


Caracteristicas adicionais:
O page referencia as mensagens seguintes das personagens envolvidas (veja
`ajuda mensagens'):

@page_origin [You sense that %n is looking for you in %l.]
 Determina como o destinata'rio e' informado da sua localizac,a~o.

@page_echo [Your message has been sent to %n.]
 Determina a resposta a receber por todos aqueles que o(a) chamem (page).

@page_absent [%N is not currently logged in.]
 Determina a resposta que recebe quem o(a) tentar chamar (page) quando na~o se
encontrar ligado(a).

Todas elas passam pela usual substituic,a~o de pronomes (veja `ajuda
pronouns') excepto que em ambos os casos o objecto directo (%d) refere-se ao
destinata'rio do chamamento (page) enquanto o objecto indirecto (%i) refere-se
ao emissor.  So' devera' alterar estas mensagens se desejar adicionar uma
sensac,a~o de Realidade Virtual do MOO `a sua personagem.

Faz `ajuda @refuse' para ver como recusar o uso de page por alguem.

@PAGELENGTH
===========

Sintaxe:  @pagelength <nu'mero>
	 @pagelength

Se as linhas que ve^ desaparecem ra'pido demais na parte de cima do seu ecran
para as conseguir ler, e o seu programa cliente na~o as consegue recuperar
para
visualizac,a~o imediata, pode usar o comando @pagelength para invocar um
`buffer'
de pa'gina que limite o nu'mero de linhas enviadas de cada vez.  Isto e', se o
seu terminal tem um ecran de 24 linhas, pode fazer @pagelength 24 e o texto de
sai'da parara' todas as 24 linhas se na~o introduzir outros comandos.

Necessitara' de usar o comando @more para continuar a ler o resto do texto
quando
ele parar.  Tenha a certeza que `ajuda @more' antes de definir o @pagelength.

@pagelength 0 significa que na~o sera' feito nenhum `buffer' de pa'gina pelo
MOO.

Por omissa~o o MOO assume que tem um terminal com um ecran sem limites de
largura.
Por isso, talvez deseje definir tambe'm @linelength, e assegurar que as
palavras na~o
sejam cortadas no fim da linha com @wrap on (veja `ajuda @linelength' e `ajuda
@wrap').

Nota: este tipo de controlo feito pelo MOO podera' ser lento. Conve'm usar
estes
mecanismos excepto quando o cliente de MOO na~o o fizer.

@PARANOID
=========

Sintaxe:  @paranoid
	 @paranoid off
	 @paranoid immediate
	 @paranoid <nu'mero>

No modo "immediate", o monitor acrescenta ao ini'cio de tudo o que ouve o nome
da personagens que ele considera o responsa'vel pela mensagem.	Caso
contra'rio, guarda registos das u'ltimas <nu'mero> linhas (20 por defeito) que
tiver ouvido.  Pode aceder a estes registos atrave's do comando @check ('ajuda
@check')

@PASSWORD
=========

Sintaxe:  @password <antiga-senha> <nova-senha>

Muda a senha de um utilizador (a que e' digitada no comando `connect' quando
se liga ao MOO) para <nova-senha>.  Por razo~es de seguranc,a, e'-lhe
requerido que digite a sua senha corrente (brevemente antiga) como primeiro
argumento.

A sua senha e' armazenada numa forma codificada na base de dados do MOO; em
principio, nem os feiticeiros podem dizer qual e', mas e' claro que a podem
alterar.  Recomenda-se que a senha na~o seja o seu nome ou uma palavra comum;
senhas do MOO ja' foram roubadas e descobertas no passado e houveram
personagens prejudicadas por isso.  A sua senha e' a sua seguranc,a; escolha
uma que seja segura.

So' sa~o significativos os primeiros 8 caracteres de uma senha.

PLAYER-NAMES/USER-NAMES
=======================

A user name must be a single word, must not contain any spaces, backslashes,
or quotes, nor can it begin with the characters #, *, (, or ).	Finally it
cannot be one that is in use by any other user nor any of the words on the
following list:

 with		 onto		 under		 is		 feiticeiro
 using		 upon		 underneath	 as		 operator
 at		 out		 beneath	 off		 root
 to		 from		 behind 	 of		 administrator
 in		 inside 	 beside 	 me		 administrador
 into		 over		 for		 you		 info
 on		 through	 about		 admin

Note that these rules apply as well to your single-word aliases, since those
can equally well be used to refer to you in commands that match on user names
(@who, whereis, ...).  There are no restrictions on your multi-word aliases,
however the commands that expect user names will not recognize them.

PLAYERS
=======

There are a number of commands for modifying various characteristics of the
object representing you in the MOO, your 'character'.  Help on them is
available in the following topics:

@describe -- setting what others see when they look at you in english mode
@descreve -- setting what others see when they look at you in portuguese mode
@gender -- changing your character's gender
@password -- changing your character's password
@sethome -- changing your designated home room
@rename -- changing your name and/or aliases
@linelength -- adding word-wrap to the lines you see
@language -- changing your interface mode language

@PREV
=====

Sintaxe:  @prev [on <colecc,a~o>]

Imprime a mensagem anterior numa dada colecc,a~o de correio (voce^ por
defeito).  A noc,a~o do sistema de correio da sua `mensagem corrente' para
essa colecc,a~o e' decrementada.  Por isso, e.g., pode-se rever uma a uma
todas as mensagens anteriores simplesmente digitando repetidamente `@prev'.

PRIVACY
=======

Algumas coisas de que se deve inteirar:

 _*_*_ FEITICEIROS E ADMINS DO SISTEMA OMNISCIENTES: _*_*_
Os feiticeiros podem ver absolutamente *tudo* da base de dados.
O arqui-feiticeiro (ArchWizard) e o admin do sistema onde o servidor MOO se
encontra te^m completo acesso na~o so' `a base de dados do MOO mas tambe'm a
mais coisas que podem ser relevantes.
As partes acima mencionadas (feiticeiros et al), embora se empenhem em ser
prudentes sobre qualquer coisa acidental que surja, reservam-se no direito de
olhar para tudo o que quizerem, nem que seja so' para poderem solucionar
problemas te'cnicos.

 _*_*_ REGISTOS: _*_*_
Alguns programas clientes (o "cliente" e' o programa que voce^ usa para se
ligar ao MOO, por exemplo, telnet, tinytalk, tinyfugue, emacs com mud.el...)
sa~o capazes de registar tudo o que acontece `a personagem correspondente.  De
facto, isto acontece por defeito com alguns clientes.  Se um dado cliente de
uma personagem esta' a registar e essa personagem ou esta' no mesmo quarto que
voce^ ou esta' a monitorizar um objecto que esta' consigo no quarto, enta~o
*tudo* o que voce^ disser ou posar ficara' registado. ... Na~o ha' *nenhuma*
maneira de o servidor MOO poder saber que cliente e' que uma dada personagem
esta' a usar; por isso, quem quer que o(a) possa ouvir e' um potencial
registador.

Essa acc,a~o em si na~o e' um problema -- de facto, os registos sa~o muitas
vezes u'teis para referencias.	No entanto, na~o ha' garantias que esse
registao na~o acabara' por aparecer num local qualquer que voce^ na~o
gostaria, por exemplo, enviado para o grupo de `news' Usenet rec.games.mud.
Embora isso na~o se deva  fazer isso (e' rude) --fazer circular ou enviar um
registo sem a permissa~o de pelo menos a maioria dos participantes nas
actividades registadas--, na~o ha' muita coisa que possamos fazer no lado
te'cnico para prevenir que isso acontec,a.

Esteja inteirado(a) do problema.  O comando @sweep (veja `ajuda @sweep') tenta
determinar que personagens podem estar a ouvir num certo momento.  Ate' peca
por excesso de paranoia.  Mesmo assim, na~o cobre *todos* os caminhos
possiveis de escuta, e na~o ha' esperanc,a que cubra as situac,o~es como
aquela onde algue'm tenta convencer um dos participantes que mantem um registo
da sua conversa que afinal na~o ha' necessidade que ela fique em privado.

Se tem algo mesmo sensivel para conversar, e' melhor faze^-lo por correio
codificado ou pessoalmente.

PROGRAMMING
===========

MOO contains a rich programming language for the creation of interesting
rooms, exits, and other objects.

Not every player is allowed to program in MOO, including (at the moment,
anyway) you.  If you would like to be, find a wizard and convince them that
you've got good ideas that the MOO needs.  Good luck!

PRONOUNS
========

Some kinds of messages are not printed directly to users; they are allowed to
contain special characters marking places to include the appropriate pronoun
for some user.	For example, a builder might have a doorway that's very short,
so that people have to crawl to get through it.  When they do so, the builder
wants a little message like this to be printed:

       Balthazar crawls through the little doorway, bruising his knee.

The problem is the use of 'his' in the message; what if the user in question
is female?  The correct setting of the 'oleave' message on that doorway is as
follows:

       "crawls through the little doorway, bruising %p knee."

The '%p' in the message will be replaced by either 'his', 'her', or 'its',
depending upon the gender of the user.

As it happens, you can also refer to elements of the command line (e.g.,
direct and indirect objects) the object issuing the message, and the location
where this is all happening.  In addition one can refer to arbitrary string
properties on these objects, or get the object numbers themselves.

The complete set of substitutions is as follows:

       %% => `%'  (just in case you actually want to talk about percentages).
   Names:
       %n => the user
       %t => this object (i.e., the object issuing the message,... usually)
       %d => the direct object from the command line
       %i => the indirect object from the command line
       %l => the location of the user
   Pronouns:
       %s => subject pronoun:	       either `he',  `she', or `it'
       %o => object pronoun:	       either `him', `her', or `it'
       %p => posessive pronoun (adj):  either `his', `her', or `its'
       %q => posessive pronoun (noun): either `his', `hers', or `its'
       %r => reflexive pronoun:  either `himself', `herself', or `itself'
   General properties:
       %(foo) => user.foo
       %[tfoo], %[dfoo], %[ifoo], %[lfoo]
	      => this.foo, dobj.foo, iobj.foo, and user.location.foo
   Object numbers:
       %#  => user's object number
       %[#t], %[#d], %[#i], %[#l]
	   => object numbers for this, direct obj, indirect obj, and location.

In addition there is a set of capitalized substitutions for use at the
beginning of sentences.  These are, respectively,

  %N, %T, %D, %I, %L for object names,
  %S, %O, %P, %Q, %R for pronouns, and
  %(Foo), %[dFoo] (== %[Dfoo] == %[DFoo]),... for general properties

Note: there is a special exception for user .name's which are assumed to
already be capitalized as desired.

There may be situations where the standard algorithm, i.e., upcasing the first
letter, yields something incorrect, in which case a "capitalization" for a
particular string property can be specified explicitly.  If your object has a
".foo" property that is like this, you need merely add a ".fooc" (in general
.(propertyname+"c")) specifying the correct capitalization.  This will also
work for user .name's if you want to specify a capitalization that is
different from your usual .name

Example:
Rog makes a hand-grenade with a customizable explode message.
Suppose someone sets grenade.explode_msg to:

 "%N(%#) drops %t on %p foot.  %T explodes.
  %L is engulfed in flames."

If the current location happens to be #3443 ("yduJ's Hairdressing Salon"),
the resulting substitution may produce, eg.,

 "Rog(#4292) drops grenade on his foot.  Grenade explodes.
  YduJ's Hairdressing Salon is engulfed in flames."

which contains an incorrect capitalization.
yduJ may remedy this by setting #3443.namec="yduJ's Hairdressing Salon".

Note for programmers:
 In programs, use $string_utils:pronoun_sub().
 %n actually calls player:title() while %(name) refers to player.name
 %directly.

PUT/INSERT
==========

Syntax:  put <object> into <container>
	insert <object> in <container>

Moves the named object into the named container.  Sometimes the owners of the
object and/or the container will not allow you to do this.

@QUIT/@ABANDONAR
================

Sintaxe:  @abandonar

Desliga-se do MOO.  Quebra a sua ligac,a~o da rede e deixa a sua personagem a
dormir.  Em muitas zonas do MOO, mal se desligue, a sua personagem retornara'
automaticamente ao seu lar designado (veja `ajuda home').

READ
====

Syntax:  read <note>

Prints the text written on the named object, usually a note or letter.	Some
notes are encrypted so that only certain users may read them.

@READ/@LE^/@PEEK
================

Sintaxe:  @le^ <nu'mero-mensagem>
	 @le^
	 @peek ...

Imprime o conteu'do das mensagens indicadas da sua coleccc,a~o de correio do
MOO.  Obte'm os nu'meros das mensagens para serem usadas digitando o comando
`@mail', que imprime um indice para a colecc,a~o inteira do seu correio do
MOO.  Se na~o forem dados argumentos ao @le^ sera' impressa a `mensagem
corrente' da sua colecc,a~o.  Em todo caso, a `mensagem corrente' depois do
@le^ terminar e' a u'ltima mensagem impressa.

A forma mais geral do comandos @le^ e'

	@le^ <seque^ncia-mensagem> [on *<colecc,a~o>]

onde <seque^ncia-mensagem> e' como se descreve em `ajuda message-sequences'.
Tal como com o comando @mail pode usar o @le^ em qualquer colecc,a~o pu'blica
legivel (descendente de $mail_recipient).

O comando @peek e' uma variac,a~o do @le^ que funciona da mesma maneira
excepto que na~o altera a `mensagem corrente'.	Isto e' u'til, por exemplo, se
desejar ver uma certa mensagem numa colecc,a~o sem perder a posic,a~o onde
estava nela.

@REGISTERME
===========

 @registerme as <email-address>

This verb changes your registered email_address property. It will modify the
registration, and then, to validate the email address, it will assign a new
password and mail the password to the given email_address.
If, for some reason, this is a problem for you, contact a wizard or registrar
to get your email address changed.

 @registerme
Prints your registered email address.

@RENAME
=======

Sintaxe:  @rename <objecto>	    to [nome-e-alias],<alias>,...,<alias>
	 @rename <objecto>	   to [nome]:<alias>,...,<alias>
	 @rename <objecto>:<verbo> to <novo-nome-verbo>

As duas primeiras formas sa~o usadas para se mudar o nome e aliases de um
objecto.  O nome sera' o que sera' imprimido em muitas descric,o~es do
objecto.  Os aliases sa~o os nomes pelos quais as personagens podem
referenciar o objecto em comandos.  E' ti'pico dever incluir o nome nos
aliases, pois o analisador de comandos do MOO so' consulta o .aliases quando
esta' a fazer correspondencias, e que torna a primeira sintaxe geralmente
preferivel.

Se deixar o "nome" de fora da lista, o @rename deixara' o nome do objecto como
estiver, e so' muda os aliases.

Note que para mudar o nome das personagens, sa~o aplicadas regras mais
rigorosas.  Veja `ajuda user-names'.  Outro tipo de objectos (e.g.,
recipientes de correio) tambe'm fazem respeitar as suas pro'prias regras em
respeito a como podem ser nomeados.

Exemplos:
Munchkin da' um nome ao seu ca~o:
 @rename #4237 to "Rover the Wonder Dog":Rover,dog
Veremos agora `Rover the Wonder Dog' se estivermos no mesmo quarto que ele e
podemos referi-lo tanto como `Rover' ou so' `dog' nos nossos comandos, do
ge'nero `pet dog'.

Muchkin muda os aliases do seu ca~o:
 @rename #4237 to ,Rover,dog,Rover the Wonder Dog
O nome continua o mesmo --ainda vemos `Rover the Wonder Dog'-- mas agora
qualquer de `Rover', `dog', ou `Rover the Wonder Dog' podem ser usados como
referencia dele.  Isto pode ajudar a reduzir alguma confusa~o.

A terceira forma do comando @rename e' usada por programadores, para mudarem o
nome de um verbo que possuam.  Se o <novo-nome-verbo> contem espac,os, o verbo
tera' multiplos nomes, um por cada palavra separada pelos espac,os.

@RENUMBER
=========

Sintaxe:  @renumber [<colecc,a~o>]

Renumera as mensagens da sua colecc,a~o para irem de 1 ate' quantas tiver
nesse momento.	O argumento opcional permite-lhe renumerar as mensagens que se
encontrem noutra colecc,a~o (@renumber, como @rmmail, necessita de acesso para
escrita).

Note que se tiver mensagens zombie de um anterior comando @rmmail (veja `ajuda
zombie-messages'), elas sera~o eliminadas.

@REQUEST-CHARACTER/CHARACTER
============================

Sintaxe:  @request <nome-personagem> for <enderec,o-correio-electro'nico>

Este comando so' esta' disponivel para as personagens convidadas (Guests).

O comando @request requisita uma personagem nova, registada para o seu
enderec,o de correio-e.  Por favor use o seu enderec,o principal para isto,
pois a sua senha sera' enviada para o enderec,o fornecido.

@RESIDENT/@RESIDENTE
====================

Sintaxe:  @residente <personagem>
	 @residente !<personagem>
	 @residente

Adiciona ou remove uma personagem da lista de residentes do quarto.  A lista
de residentes controla quem tem permissa~o de usar o @sethome nesse quarto.
Por defeito so' o dono do quarto pode fazer isto; manipulando as lista de
residentes pode permitir a outras personagens o uso da sua casa como lar
delas.

@residente <personagem> adiciona a personagem `a lista.
@residente !<personagem> retira a personagem da lista.
@residente sem argumentos visualiza a lista corrente (que pode ser "none",
indicando que mais ningue'm alem do(a) dono(a) pode usar esse quarto como
lar).

Veja tambe'm `ajuda @sethome'.

Sugesta~o para os programadores: o verbo $room:accept_for_abode e' chamado
pelo @sethome.	Sobrepondo este verbo pode definir um novo crite'rio para o
@sethome.  Deve retornar 1 se permitir ou 0 se negar.

@RMALIAS
========

Sintaxe:  @rmalias <alias>[,...,<alias>] from <objecto>
	 @rmalias <alias>[,...,<alias>] from <objecto>:<verbo>

A primeira forma e' usada para remover aliases de um objecto.  Se o objecto e'
uma personagem va'lida, os espac,os e as vi'rgulas sera~o assumidos como
separadores entre os aliases indesejaveis.  Caso contra'rio, so' as vi'rgulas
sera~o assumidas como separadores.
Note que o @rmalias na~o afectara' o nome do objecto, so' os aliases.

A segunda forma e' para ser usada por programadores, para remover aliases de
verbos que possuam.  Todos os espac,os e vi'rgulas sera~o assumidos como
separadores entre aliases indesejaveis.

@RMMAIL
=======

Sintaxe:  @rmmail [<seque^ncia-mensagem>] [from *<recipiente>]

Apaga as mensagens indicadas da sua colecc,a~o de correio-e do MOO.
Por defeito, a sua mensagem corrente e' apagada.
Veja `ajuda message-sequence' para uma lista completa de possiveis argumentos.
Obte'm os nu'meros das mensagens a usar aqui utilizando o comando `@mail'.

Como na~o ha' confirmac,a~o para esta acc,a~o tenha cuidado.  Embora seja
verdade que o @unrmmail seja capaz de recuperar as mensagens apagadas pelo
u'ltimo @rmm, todas aquelas que tenham sido apagadas anteriormente esta~o
perdidas, isto e', irrecuperaveis.  Veja `ajuda @unrmmail' para mais
informac,o~es.

Este comando pode ser usado noutros recipientes de correio (filhos de
$mail_recipient), mas so' naqueles em que tiver acesso de escrita (tanto pode
possui'-lo como estar de boas relac,o~es com quem quer que o possua...).

@RN
===

Sintaxe:  @rn

Para cada colecc,a~o de mensagens de correio que le^ ale'm da de si
pro'prio(a), e' guardado o tempo-da-u'ltima-leitura.  Este comando diz-lhe
quais as colecc,o~es (daquelas que ja' alguma vez leu) que receberam
recentemente mais mensagens, isto e', mais recentemente do que a u'ltima vez
que utilizou nessa colecc,a~o os comandos @le^, @prev, @next ou @skip.

Nota etimolo'gica: se pensou que o @rn tem alguma coisa a haver com o popular
programa UNIX de leitura de `news' chamado `rn', e' so' imaginac,a~o sua.

ROOM-MESSAGES
=============

A few different messages can be set on a room object (see 'help messages' for
instructions on doing so); they are printed to various audiences when a player
or other object is ejected from the room.  (See 'help @eject'.)  The standard
pronoun substitutions are made on each message before it is printed; see 'help
pronouns' for details.

The default message is given in brackets after each name below:

@ejection  [You expel %d from %i.]
 Printed to the player doing the ejecting.

@victim_ejection  [You have been expelled from %i by %n.]
 Printed to the object being ejected.

@oejection  [%D is unceremoniously expelled from %i by %n.]
 Printed to others in the room from which the object is being ejected.

ROOMS
=====

Rooms may be made by builders, using the @dig verb. By default, all rooms are
instances of _the_ room, $room, or #3, which you can examine to see how it
works. If you require a room to have a more specific behaviour, you can make a
subclass of room.

SAY/"/DIZ
=========

Sintaxe:  diz <qualquer-coisa> ...
	 "<qualquer-coisa> ...

Diz em voz alta <qualquer-coisa>, para que todos os que se encontram no mesmo
quarto possam ouvir.  Isto e' ta~o utilizado que existe uma abreviatura
especial para ele; toda a linha de comando que se inicie por aspas (") e'
tratada como um comando `diz'.

Exemplo:
Munchkin digita isto:
 "This is a great MOO
Munchkin ve^ isto:
 Diz, "This is a great MOO!"
Quem estiver no mesmo quarto ve^:
 Munchkin diz, "This is a great MOO!"
se estiver no modo portugue^s ou,
 Munchkin says, "This is a great MOO!"
se estiver no modo ingle^s.  Tambe'm sa~o suportados outros idiomas.

SECURITY/SPOOFING
=================

There are several commands available to determine the origins of messages and
to check that your communications with other users are secure. Help is
available on the following topics:

@paranoid -- keeping a record of messages your character hears.
@check	  -- looking at that record to determine responsibility for messages.
@sweep	  -- checking who is listening in on your conversation.

@SEND
=====

Sintaxe:  @send <recipiente> [<recipiente> ...] [subj[ect]="<subject>"]

Prepara-o(a) para compo^r uma mensagem de correio-e do MOO para os recipientes
dados na linha de comando.  Um recipiente pode ser especificado atrave's do
nome de uma personagem ou do seu id-objecto, ou um `*' seguido pelo nome ou
id-objecto de um recipiente de correio na~o-personagem (por exemplo, uma lista
ou uma pasta de correio) -- uma lista deste tipo de recipientes esta'
disponivel a partir do quarto de correio com o comando `showlists'.

E' invocado o editor habitual.
Ser-lhe-a' pedido uma linha de assunto se na~o a tiver especificado no comando
@send (veja `ajuda mail-options' para saber como na~o passar por isto).
Use `diz' (") para inserir linhas no corpo da mensagem.
Veja `ajuda editores' para detalhes.

Usando este comando sem argumentos resume a sessa~o anterior de edic,a~o de
uma mensagem no caso de ela existir.

@SETHOME
========

Sintaxe:  @sethome

Define o seu lar designado (veja `ajuda home') para ser aquele onde se
encontra agora.  Se o quarto corrente na~o lhe da' permissa~o de se
teletransportar para la', enta~o o comando `@sethome' recusa-se educadamente a
definir o seu lar nesse si'tio.  Isto elimina futuras surpresas, talvez
desagradaveis.	Adicionalmente, o seu lar tem de ser um quarto que o(a) deixe
ficar la'.  Quartos que possua fara~o isso, assim como quartos que o(a) tenham
na sua lista de residentes.  Veja `ajuda @residente' para saber como se
adiciona algue'm como residente a um quarto seu.

@SKIP/@UNSUBSCRIBE
==================

Syntax:  @skip [<collection>...]
	@unsubscribe [<collection>...]

For each collection of mail messages that you read other from your own, a
current message and a last-read-time is kept.  Normally, if you neglect to
actually @read any messages on a collection other from your own, @rn (or
:check_mail_lists) will continue to remind you that they are there.

The @skip command indicates that you're not interested in reading the rest of
the messages that currently exist in that given collection.

The @unsubscribe command flushes the current-message/last-read-time
information completely, indicating that you are not only uninterested in the
rest of the messages on that collection, but also likewise uninterested in
anything else that may appear on that collection later on.  @unsubscribe also
removes you from the collection's .mail_notify list.

@SUBSCRIBE
==========

Sintaxe:  @subscribe *<colecc,a~o>
	 @subscribe

A primeira forma do comando faz duas coisas:

(1) define uma mensagem corrente e um tempo-da-u'ltima-leitura para uma dada
   colecc,a~o de correio para que quando se liguar, sera' informado(a) sobre
   novo correio que tenha aparecido la'.  Note que isto acontece
   automaticamente se usar o @read para ler mensagens numa dada colecc,a~o;
   se afinal e' so' isto que lhe interessa, na~o precisa de usar este comando;
   fac,a, por exemplo,
	    @le^ last on *<colecc,a~o>

(2) adiciona-o(a) `a lista .mail_notify da colecc,a~o, para que seja
   *imediatamente* notificado(a) mal correio novo seja enviado para
   essa colecc,a~o.

So' pode subscrever colecc,o~es que possa ler.
A segunda forma do comando da'-lhe uma lista de colecc,o~es que lhe esta~o
disponiveis.

Note que isto e' inteiramente diferente do comando `subscribe' do Mail Room
que o(a) adiciona `a lista .mail_forward de uma dada
colecc,a~o/lista-de-correio, fazendo com que correio enviado para essa lista
aparec,a na sua pro'pria colecc,a~o de correio.
Provavelmente o comando `subscribe' do Mail Room vai desaparecer...

@SUBSCRIBED
===========

Sintaxe:  @subscribed

Tal como o @rn, mas mostra-lhe TODAS as listas de correio que esta' a
subscrever, mesmo que na~o tenham novas mensagens.

SUMMARY/COMMANDS/SUMA'RIO
=========================

Est~E1 disponivel ajuda nos seguintes t~F3picos gerais:

tema -- a ideia por de tra's disto tudo
introduc,a~o  -- afinal o que e' isto e alguns comandos ba'sicos
index  -- indice do sistema de ajuda

 utilizadores  -- definir as suas caracteristicas
   movimento  -- como se deslocar pelos quartos
comunicac,a~o  -- comunicar com outros utilizadores
 miscela^nea  -- comandos que na~o se encaixam em mais lado nenhum

@ajudantes   -- os Ajudantes Oficiais que esta~o ligados
@wizards-list/@wizards -- a lista dos feiticeiros do MOOsaico
@pagelength  -- o que fazer se as linhas desaparecem para cima no ecran
@linelength  -- o que fazer se as linhas sa~o cortadas

building   -- extender o MOO
programar  -- escrever co'digo na linguagem de programac,a~o do MOO
editores   -- editar texto e co'digo dentro do MOO

@SWEEP
======

Sintaxe:  @sweep

Usado quando deseja ter uma conversa em privado, e desconfia que algue'm possa
estar a ouvir; @sweep tenta listar os caminhos por onde a informac,a~o pode
estar a sair do quarto.  De uma maneira ana'loga ao @check, assume que na~o
quaer saber dos seus verbos, ou daqueles que pertenc,am aos feiticeiros, que
na~o se rebaixariam a fazer escutas.

TAKE/GET/REMOVE
===============

Syntax:  take <object>
	get <object>
	take <object> from <container>
	get <object> from <container>
	remove <object> from <container>

The first two forms pick up the named object and place it in your inventory.
Sometimes the owner of the object won't allow it to be picked up for some
reason.

The remaining forms move the named object from inside the named container (see
'help containers') into your inventory.  As before, sometimes the owner of an
object will not allow you to do this.

@TYPO/@BUG/@COMENTA'RIO/@COMMENT/@IDEA/@IDEIA/@SUGESTA~O/@SUGGEST
=================================================================

Sintaxe:  @typo        [<texto>]
	 @bug	      [<texto>]
	 @sugesta~o   [<texto>]
	 @ideia       [<texto>]
	 @comenta'rio [<texto>]

Se e' fornecido <texto>, uma mensagem de uma so' linha e' enviada ao(`a)
dono(a) do quarto, provavelmente sobre qualquer coisa que tenha reparado.  Se
o <texto> na~o e' dado, assume-se que tem mais a dizer e que na~o cabe
confortavelmente numa so' linha; e' invocado o editor de correio usual.
Convenciona-se que @typo e' para erros tipogra'ficos no quarto ou em objectos
que la' se encontrem, @bug e' para quaisquer comportamentos ano'malos ou na~o
intuitivos, @ideia/@sugesta~o para alguma ideia genial ou cri'tica que possa
ter, e @comenta'rio para tudo o resto.

Se esta' a enviar um relato de erros para algue'm porque recebeu um erro de
`traceback' quando utilizou algum objecto dessa pessoa, por favor fornec,a
informac,a~o suficiente para se trabalhar sobre o problema.  Em particular,
diga-lhe *exactamente* o que digitou e *todas* as mensagens de erro que
recebeu, incluindo o `traceback' inteiro, ate' `a linha `(End of traceback.)'.
Sem esta informac,a~o, e' quase impossivel para o programador encontrar, e
corrigir, o problema.

O editor de correio usual so' e' invocado por este comando se estiver em
quarto que permitam entada livre, isto e', quartos que lhe permitam regressar
de uma edic,a~o de uma mensagem.  Caso contra'rio estes comandos requerera~o o
<texto> e so' lhe deixara~o fazer mensagens de uma linha.
A maior parte dos quartos com ambientes de aventuras caiem nesta u'ltima
categoria.

@UNGAG
======

Sintaxe:  @ungag <personagem ou objecto>
	 @ungag everyone

Remove a personagem ou o objecto dado (ou, na segunda forma, todos) da sua
`list de amordac,ados'.  Voltara' a ver qualquer mensagem que resulte da
acc,a~o iniciada pela personagem ou objecto rece'm desamordac,ados.  Em
particular, voltara' a poder ouvi-los se lhe falarem, fizerem poses, ou
sussurarem.  Veja `ajuda gagging' para uma explicac,a~o de amordac,ar no
geral.

Exemplo:
Munchkin digita:
 @ungag Grover
e fica outra vez a poder ouvir os dizeres espirituosos de Grover.  Suspiro...

@UNRMMAIL/ZOMBIE-MESSAGES
=========================

Sintaxe:  @unrmmail [list|expunge] [on *<colecc,a~o>]

Quando faz @rmmail numa particular colecc,a~o de mensagens, as mensagens
removidas na~o desaparecem imediatamente, mas sa~o antes gravas noutro si'tio.
Estas mensagens "zombie" podem ser recuperadas ou examinadas pelo comando
@unrmmail.

Sem `list ou `expunge', @unrrm recupera as mensagens zombie, desfazendo o
efeito do mais recente comando @rmmail.  So' o mais recente comando @rmmail
pode-se desfazer assim; mensagens apagadas por algum pre'vio comando @rmmail
na mesma colecc,a~o esta~o perdidas para sempre.

Note que os nu'meros das mensagens usados pelas mensagens zombie sa~o
guardados em reserva contra a possibilidade de se fazer um @unrmm algum dia;
com estas mensagens por aqui, as novas mensagens recebidas recebera~o nu'meros
superiores aqueles que estava `a espera.  @renumber faz um @unrmmail expunge
impli'cito.

`@unrmmail' e `@unrmmail expunge' numa colecc,a~o sem ser voce^ pro'prio so'
e' permitido quando tem acesso de escrita.  Igualmente, `@unrmmail list'
noutras colecc,o~es so' e' possivel se forem legiveis por si.

@UPTIME
=======

Sintaxe:  @uptime

  O comando @uptime visualiza ha' quanto tempo e' que o servidor foi
reinicializado.  Nota aos programadores:  O tempo da u'ltima reinicializa,ca~o
fica armazenado em $last_restart_time.


USERS/UTILIZADORES
==================

Ha' um nu'mero de comandos para modificar va'rias das caracteristicas do
objecto que o(a) representa no MOO.  Existe ajuda sobre eles nos seguintes
to'picos:

@describe -- define o que os outros ve^em quando olham para si
@gender -- muda o seu ge'nero (sexo)
@password -- muda a sua password
@sethome -- muda o seu lar designado
@rename -- define um novo nome e/ou aliases
@name-swap -- muda o seu nome para um dos definidos no aliases
@linelength -- por a funcionar o `word-wrap' nas linhas que ve^
@language -- define o seu idioma corrente
@languages -- define os idiomas que sabe falar

@VERSION/@VERSA~O
=================

Sintaxe:  @versa~o

Imprime-lhe o nu'mero de versa~o do servidor MOO que esta' a correr.

WHEREIS
=======

Syntax:  whereis [<user> [<user>...]]
       @whereis [<user> [<user>...]]

Returns the current location of each of the specified users, or of all users
if not arguments given.

WHISPER
=======

Sintaxe:  whisper "<text>" to <user>

sends the message "<yourname> whispers, "<text>" to you " to <user>, if they
are in the room.

@WHO
====

Sintaxe:  @who
	 @who <personagem> [<personagem> ... ]

A primeira forma lista todas as personagens que se encontram ligadas neste
momento, juntamente com ha' quanto tempo se ligaram, ha' quanto tempo esta~o
inactivas, e a localizac,a~o actual delas no MOO.

A segunda forma, onde e' dada uma lista de personagens, mostra a informac,a~o
so' para essas personagens.  Para cada personagem listado que na~o esteja
ligado, sera' mostrado o tempo da u'ltima ligac,a~o em vez do tempo de
ligac,a~o/inactividade.

O @who refere-se `a mensagem @who_location (veja `ajuda mensagens') em cada
local das personagens para determinar o que devera' aparecer na coluna da
localizac,a~o.	As substituic,o~es de pronomes sa~o feitas nesta string da
maneira habitual (veja `ajuda pronouns').  Por defeito o valor e' "%T" (isto
e', o nome do quarto).

WIZARD-LIST
===========


ArchWizard:  Wizard
Wizards:     Poirot	      (a.k.a. Kent)
	    Oblivion	     (a.k.a. Rodericus)
	    Gandalf	     (a.k.a. Biafra)

Por favor tente primeiro arranjar ajuda pelo canal de AJUDA.
Uma das pessoas que estiver a ouvir esse canal ira' responder-lhe.
Para isso digite `page ajuda ...' onde ... sera' a descric,a~o
do que precisa.

Lembre-se que pode na~o ser a u'nica pessoa a pedir ajuda nesse
momento pelo canal de AJUDA.  Se todos os ajudantes e feiticeiros
ja' estiverem ocupados, e' provavel que demorem a responder...

@WIZARDS
========

@wizards [ connected | all ]

Mostra uma lista dos feiticeiros.  Sem argumento ou com argumento "connected",
mostra so' os feiticeiros que esta~o ligados.  Com argumento "all", mostra
todos os feiticeiros.

@WIZARDS-LIST
=============

@wizards-list

Mostra a lista de todos os feiticeiros e respectivas personagens.

WRITE
=====

Syntax:  write "<any text>" on <note>

Adds a line of text to the named note or letter.  Only the owner of a note may
do this.

YELL/SHOUT
==========

Sintaxe:  grita <qualquer-coisa> ...

Quem se encontrar no mesmo local e nos locais adjacentes ira' ouvir o grito.
Naturalmente podera~o existir portas ou outras passagens que na~o permitam a
passagem do som.

Copyright © 1994-2017 MOOsaico, Multilingual Virtual Community
All Rights Reserved. Todos os direitos reservados.
23 years of MOO (1994-2017)