MOOsaico: Multilingual Virtual Community

O GLOBO
=======
Segunda-feira, 5 de junho de 1995

MUD, MOO, RPG e outros bichos
=============================
------------------
 Susana Liskauskas
------------------

    Se você encontrar um amigo em frente a um micro, escrevendo um
monte de frases sem sentido e dizendo que está num quarto conversando
com pessoas do mundo inteiro ou lutando contra monstros, não se assuste.
Seu amigo não ficou louco. Certamente é um dos adeptos do MUD. A sigla
esquisita significa Multiple User Dimension. Ou seria Multiple User
Dungeon? Ah! Multiple User Dialog. Melhor: todos ao mesmo tempo. Uma
nova geração dos jogos Dungeons e Dragons e dos RPGs, que só se
desenvolve na Internet.
    Quase um vício, os MUDs, que surgiram nos EUA em 1979 com o
Multi-User Dungeon, se tornam atraentes por reunir pessoas de todas
as partes do planeta que interagem simultaneamente. Nicholas Negroponte,
diretor do Laboratório de Mídia do Instituro de Tecnologia de Massachussets
(MIT), se refere aos MUDs em seu livro Vida Digital como
"third place", em bom português terceiro lugar, (nem casa, nem trabalho),
em que algumas pessoas ficam oito horas por dia. Para Negroponte, os MUDs
representam um embrião da gama de atividades de entretenimento
desenvolvidas em redes no próximo século.
    No Brasil, o interesse pelos MUDs cresceu na proporção em que a Internet
ganhava espaço nas universidades. O estudante Sergio Macedo, que cursa
Engenharia Eletrônica na UFRJ, confirma essa tendência. Em 1992, quando
começou a acessar a Internet nos laboratórios da faculdade, Macedo
conheceu o MUD e só sossegou quando descobriu os segredos de programação
dele. Com uma versão do "Circle", um fonte para MUD criado pelo
Americano Jeremy Elson, Macedo criou o Magma.leg.ufrj.br 4000, um MUD
construído no laboratório de eletrônica da Faculdade de Engenharia da UFRJ
no final de 1993.
    Jogador de RPG, Marcelo que é o Implementador ou "Deus Supremo" do
Magma, moldou o MUD com características de RPG. Há quatro classes
(magos, ladrões, clérigo e guerreiros), e as personagens estão sempre
envolvidas em combates com criaturas estranhas. Mas o Magma também
funciona como talker, uma versão evoluída dos turbulentos
IRCs (Internet Relay Chat). Nessas áreas, as pessoas abandonam os
combates e podem ficar apenas conversando em espaços conhecidos como
"quartos".
    - O Magma atenuou o problema que tira do sério quem joga MUD aqui
no Brasil: o lag, o longo espaço de tempo entre o comando e a sua
resposta - explica Macedo. - Como as velocidades e conexões no Brasil
ainda são baixas, a participação em MUDs estrangeiros fica complicada.
   Esse atraso na resposta chega a desestimular os curiosos. Participante
de um grupo de RPG, o analista de sistemas Saliel Figueira Filho entrou
em alguns MUDs como convidado, mas reclama quando o assunto é conexão.
O estudante Sérgio Bruder, que acesso a Magma, também acha irritante o
tempo que se perde esperando resposta, quando se acessa um MUD em
outro país. Para Demetrius de Vasconcelos, que cursa Informática na UFRJ,
a pior conseqüência do lag é a perda de pontos durante um combate.
    - A demora da resposta de um comando durante uma batalha é fatal -
comenta Vasconcelos.
    Mas nem tudo é pura aventura no mundo dos MUDs. Há uma categoria
voltada para a construção de sociedades virtuais textuais, também
conhecida como MOOs (MUD Object-Oriented). Ao contrário dos outros MUDs,
em que o os deuses têm poder para criar ambientes, personagens ou objectos,
nos MOOs a criação é livre. Qualquer pessoa pode incluir novos ambientes,
objectos, meios de transporte etc. O objectivo é desenvolver atividades
profissionais, científicas ou educativas numa sociedade virtual, com uma
ferramenta básica: a palavra.

Confraria de amigos virtuais
============================

    No Laboratório de Mídia (Media Lab) do Instituto de Tecnologia de
Massachussets, o MOO é a base de um projecto de Comunidade Virtual
Profissional. O MediaMOO é uma comunidade virtual, ou um MUD, que roda
na Internet com o objectivo de promover a discussão sobre trabalhos
académicos. A equipe do Media Lab acha que os MUDs podem ajudar na
construção de uma comunidade de trabalho que Seymour Papert, o pai
da linguagem Logo, acredita poder ser criada no computador. Papert
compara essa comunidade a uma espécia de escola de samba tecnológica.
    Nas escolas de samba brasileiras, todos ensinam, aprendem e
trabalham juntos para o carnaval. Tudo isso, segundo Papert, pode
ser feito com uma tecnologia criada no computador. Nessa linha, o
escritor e educador Guilherme Kujawski começou a desenvolver no ano
passado um MOO para a Escola do Futuro, da Universidade de São Paulo (USP).
O objectivo é usar o MOO como abordagem multidisciplinar em escolas
de Primeiro e Segundo Graus.
    De acordo com o cronograma montado por Kujawski, no segundo semestre
deste ano, o MOO da Escola do Futuro estará praticamente pronto. Nessa
fase, Kujawski vai entrar em contao com professores de português e
literatura de todas as escolas conveniadas à Escola do Futuro. Eles
serão convidados a participar de uma conferência on-line em que Kujawski
explicará o projeto.
    - Através do MOO, os alunos podem melhorar seus conhecimentos em
redação, gramática, português e inglês - conta Kujawski.
    Para fazer o primeiro MOO brasileiro, Kujawski contou com a ajuda
de dois estudantes da Universidade do Minho, em Portugal, que criaram
o Moosaico. Rui Mendes, um dos criadores do Moosaico, define seu MOO
como um tipo de MUD mais ligado ao convívio em sociedades virtuais.
O objectivo do Moosaico, segundo Mendes, é formar sociedade virtual
em várias línguas, como uma torre de Babel e um mosaico de culturas.
    - No Moosaico, pessoas de culturas diferentes podem se comunicar
e trocar esperiências, idéias, hábitos, gostos etc - diz Mendes. - A
estrutura do programa, que tem um interface multilingue, permite que
franceses vejam as coisas em francês, ingleses vejam as mesmas coisas
em inglês e assim por diante.
    Patrícia Menezes, gerente do Centro de Informática na Educação/Projecto
Horizonte, da IBM, é outra fã do MUD, principalmente do projecto MediaMOO.
Para Patrícia, o mais surpreendente no MUD é poder conversar e "esbarrar"
com pessoas de todo o mundo a qualquer momento.
    - A estrutura do MUD, baseado na comunidade virtual, lembra o amigo
invisivel que toda a criança inventa. (S.L)
Copyright © 1994-2018 MOOsaico, Multilingual Virtual Community
All Rights Reserved. Todos os direitos reservados.
24 years of MOO (1994-2018)